segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Dória vai ao RODEIO DE BARRETOS e promete realizar o mesmo em São Paulo



Em visita à Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos na noite deste sábado (19), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), usou chapéu, comeu refeição típica de peões, foi ao palco, discursou aos cerca de 35 mil presentes ao estádio de rodeios e falou em levar rodeio para a capital.

"Aqui não tem crise, ano após ano de crescimento, mais resultado, mais público, mais impacto, demonstração clara de que não há crise onde há trabalho", disse o prefeito.

Depois de receber presentes como fivela e chapéu, Doria afirmou que visitava Barretos como "amigo", "não como pré-candidato à Presidência da República", e comeu a refeição característica dos peões no local como com churrasco, paçoca de carne, feijão e arroz carreteiro.

Em seguida, acompanhado do deputado Fernando Capez (PSDB) que, teoricamente defende a causa, mas na prática age de maneira controversa, foi ao estádio de rodeios, fez selfies com mais de uma dezena de pessoas e assistiu do palco a montarias em touros.

Doria elogiou a organização do evento e discursou por cerca de três minutos. "Vou lançar aqui um desafio aos Independentes [associação organizadora da festa]: para nós fazermos uma festa igual em São Paulo muito em breve", disse Doria, que em seguida fez uma coreografia com os braços com o locutor e o público presente ao estádio projetado por Oscar Niemeyer (1907-2012).

João Doria deveria repensar os seus valores. Em recente reunião com defensores você afirmou ser amante dos animais e está organizando um evento chamado SP ANIMAL, onde haverá participação de ONGs para conscientização quanto ao bem estar dos mesmos. Postar uma foto num evento onde a diversão é fundamentada na crueldade cometida com os animais é um fato deplorável, que não condiz com a postura do prefeito diante dos defensores dos animais.

"Os animais dos rodeios, na sua grande maioria, são mansos e precisam ser espicaçados e atormentados para demonstrarem uma selvageria que não possuem, mas que na verdade é expressão de sofrimento e dor" 
Dra. Vania Tuglio, Promotora de Justiça do MPSP

Em matéria de comprometimento, o prefeito de São Paulo deveria escolher um lado.

Com informações

Nenhum comentário:

Postar um comentário